Deficiências de linhas e ônibus irritam usuários

Fotos: redação

Representantes da empresa Pérola do Oeste apresentaram projeto alternativo para moradores do Madeirit e Boqueirão

O transporte coletivo volta a ser novamente pauta de discussões e cobranças pela população de Guarapuava. Na última semana a reportagem participou de uma reunião a convite de moradores dos bairros Boqueirão e Maderit, que contou com a presença de representantes da Pérola do Oeste. Empresa esta que detém o direito de explorar a linhas municipais, sob o regime de concessão pública.

Daniel Ivanski, morador do bairro Boqueirão, comentou o projeto alternativo apresentado pela empresa, com a inclusão de mais uma linha de ônibus, que deverá ligar o centro ao bairro, via rua Guaíra. “O projeto me parece viável, agora o que não consigo entender o porquê da demora em colocá-lo em prática. Enquanto isso a população enfrenta superlotação nos horários de picos e o longo trajeto percorrido”, desabafou Ivanski. Em sua opinião, a implantação do n

ovo trajeto com duas linhas deverá diminuir em cerca de 30% o trajeto, como também o tempo de deslocamento. “Será implantado em caráter experimental e após isso será definido pela prefeitura se fica definitivo ou não”, comentou Daniel.

Monopólio
Moradores comentaram que o fato da empresa estar envolvida em denúncias e respondendo a processos na justiça, por desvio de conduta, pode estar atrapalhando que a mesma execute um serviço de melhor eficiência para a população. “A quantidade de pessoas, como de linhas dentro da cidade não poderia ser operada por uma única empresa. É preciso acabar com esse monopólio no transporte público. Só assim teremos um transporte de qualidade e eficiência”, disse um morador, que pediu para não citar seu nome.

A Pérola do Oeste foi denunciada em inquérito investigativo instaurado em 2013, pelo Ministério Público e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). As investigações apuram se houve fraude do processo licitatório do transporte coletivo da cidade. A escolha deu direito para que uma única empresa explorasse o transporte de passageiros por 15 anos, em todas as linhas dentro do município. A empresa enfrenta reclamações em outros bairros, como no Residencial 2000 e Morar Melhor, devido a superlotação de ônibus, em horários de pico e poucas linhas.

 

Palmeirinha pede socorro

Usuários do transporte coletivo do distrito da Palmeirinha convivem com a superlotação e perigos diariamente

O distrito da Palmeirinha com cerca de 3,5 mil moradores também enfrenta problemas crônicos no transporte coletivo. Moradores denunciaram à central de jornalismo deste impresso, o descaso da empresa Zenitur, com os usuários do transporte de passageiros, onde quem mais sofre são mulheres grávidas, crianças e idosos.

Moradores estão se mobilizando com abaixo assinados para que a prefeitura troque de empresa ou que coloque mais ônibus. Além da superlotação, os usuários sofrem com o tempo de deslocamento, que chega a passar de 01 hora, num trajeto de 21 quilômetros de distância entre o distrito e a cidade. Usuários relataram à reportagem que recentemente o motorista teria saído fora pista com o veículo lotado, causando muito susto aos passageiros.
Conivência
Segundo informações extraoficiais uma equipe de técnicos da secretaria de administração dos Serviços de Transporte Comercial (DSTC), que é ligada ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), estiveram na cidade nesta semana, mas para fiscalização de cargas e condições dos veículos. Segundo informações do escritório do DER, a competência de fiscalizar as linhas de ônibus e o transporte rodoviário coletivo municipal de passageiros é do Conselho Municipal de Trânsito, Transportes e Sinalização (Comutra e Guaratran). Também questionamos o Comando de Policiamento Rodoviário na PR 466, sobre a superlotação de passageiros em veículos na rodovia, o mesmo disse que a fiscalização é de responsabilidade do DSTC.

Tagged with:     , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA