Novembro azul: mês da prevenção ao câncer de próstata

Foto: Ilustrativa

Durante esse mês, a cor azul será utilizada para lembrar da importância da prevenção e diagnóstico precoce desse tumor que é o mais incidente entre os homens

Assim como no mês de outubro onde a cor rosa é adotada como símbolo de combate ao câncer de mama, o mês de novembro foi escolhido pra ser o de combate ao câncer de próstata. Nesse período, a cor azul será utilizada para lembrar os homens da importância de exames de prevenção e controle de doenças, além da necessidade da realização de exames periódicos e adoção de hábitos saudáveis para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Segundo o urologista Vinicius Rocha Salemme, o câncer de próstata é o tumor maligno mais comum do homem, e sua incidência só aumenta com a idade. “A doença aflige quase 50% dos homens com 80 anos”, explica. Conforme o médico, o número de casos de câncer de próstata triplicou nos últimos 15 anos devido a vários motivos, entre eles, as influências ambientais, como baixa exposição ao sol, e alimentares como ingestão escassa de vitamina D ou consumo exagerado de gordura animal.

Os principais sintomas do câncer de próstata são a dificuldade de urinar, a necessidade de urinar mais vezes durante o dia e a noite, dor óssea, infecções frequentes e insuficiência renal. Se não tratada a tempo, essa doença pode espalhar-se para outros órgãos, levando à morte.

Embora seja um assunto que muitos homens preferem deixar de lado, o exame de toque, um dos principais detectores do câncer de próstata, deve ser encarado como natural. Isso porque o câncer de próstata é silencioso. Os sintomas podem levar até dez anos para aparecer. “Todo homem deve fazer o exame de prevenção a partir dos 45 anos com antecedente de problemas de próstata na família, e a partir dos 50 anos sem antecedente familiar”, acentua Vinicius.

Mesmo não substituindo o exame de toque, o PSA (dosagem do antígeno prostático específico) pode ser um coadjuvante no diagnóstico do câncer de próstata. É um exame de sangue que mede a quantidade desse antígeno, que se eleva nos casos de câncer.

Palavras de quem já venceu o câncer de próstata

“Meu conselho para os homens é: vá ao médico, faça seus exames de rotina sem medo. Porque isso vale uma vida” Jaime Cavalcanti Crédito: Arquivo Pessoal

Aos 55 anos de idade, o empresário Jaime Cavalcanti já obteve várias vitórias em sua vida, inclusive contra o câncer de próstata. Jaime conta que foram dois anos de investigação até o diagnóstico de câncer.  Ao fazer os exames periódicos, depois dos 40 anos, o urologista de Jaime detectou alterações em seu PSA e já começou o tratamento com medicação a fim de normalizar esse nível. O médico achou que se tratava apenas de uma infecção na próstata, pois Jaime não apresentava os sintomas característicos do câncer.

A medicação não deu resultado e o nível continuou alto. Foi aí que Jaime foi submetido a uma biópsia, que o diagnosticou com câncer. Após esse resultado, o médico sugeriu a retirada radical da próstata, pois o tumor estava localizado no centro dela.

Hoje, quase 3 anos após a cirurgia, Jaime se encontra recuperado e leva uma vida normal. A cirurgia foi um sucesso, assim como a recuperação. No caso do empresário, o diagnóstico precoce do câncer fez toda a diferença em seu tratamento.  Jaime é um exemplo de por que é preciso desconstruir o preconceito que existe em torno do câncer de próstata. “Hoje estou recuperado e sem nenhuma sequela de incontinência urinária, ou impotência sexual, que é o que os homens mais têm medo”, ressalta. “Meu conselho para os homens é: vá ao médico, faça seus exames de rotina sem medo, esteja você com ou sem sintoma. Porque isso vale uma vida”, completa.

Quais são os sintomas do câncer de próstata?

  • Jato de urina fraco;
  • Esforço para urinar;
  • Sensação de não esvaziar bem a bexiga;
  • Necessidade de urinar muitas vezes, tanto de dia quanto de noite;
  • Dor ao urinar;
  • Dificuldade em conter a urina (ter um grau de incontinência);

Como prevenir o câncer de próstata:

  • Dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais, e com menos gordura;
  • Pelo menos 30 minutos diários de atividade física;
  • Manter o peso adequado à altura;
  • Diminuir o consumo de álcool;
  • Não fumar;
  • Homens a partir dos 40 anos devem realizar exames de rotina;
  • Quem tem histórico familiar da doença deve avisar o médico, que indicará os exames necessários.

 

Tagged with:     , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA